sexta-feira, 20 de outubro de 2017

DESATENÇÃO, IRREGULARIDADE E IMATURIDADE: A LUTA DO SÃO PAULO CONTRA O REBAIXAMENTO

"O time não amadurece, tem que apanhar mais para amadurecer. Infelizmente é isso que se pode dizer, porque é inaceitável fazermos uma performance muito boa no sábado e hoje, pela desatenção, tomar três gols. Inaceitável. [Esse jogo/resultado] se deve a imaturidade. Ganha um jogo e parece que já alcançou o objetivo da temporada e não é assim, tem que manter uma regularidade de concentração. Mais uma vez falhamos, e tem que amadurecer. Vai apanhar até crescer" - Hernanes.

Essa foi a declaraçõ do Hernanes após a derrota por 3x1 para o Fluminense. E eu concordo com o que ele disse. O São Paulo ganha um jogo e parece que está sem nenhuma chance de ser rebaixado, não tem continuidade de resultados positivos, está sem sequência (na verdade não teve boa sequência nenhuma no Brasileiro).
Foi um campeonato inteiro ruim. "Foi" porque faltam apenas 9 RODADAS e então já começamos a pensar no ano que vem. E sério, mais um como esse não dá! São 4/5 anos assim, e do jeito que está, será mais um sem Libertadores.

Quem assistiu o jogo contra o Fluminense sabe que apesar da posse de bola, o time não conseguia criar; não saia uma jogada.
Eu peço que alguém tente explicar as substituições do Dorival. Enquanto o São Paulo perdia de 2x0, ele tirou Pratto e Cueva para colocar Thomaz e Shaylon, respectivamente. Eu confesso que após elas, minha vontade de parar de assistir o jogo se concretizou. E eu não sou disso. Sempre assisto e apoio até o final, mas realmente foi o ápice do nervosismo e desânimo com esse time. E essa foi a justificativa para as trocas: "Estávamos com um posicionamento muito fixo, Pratto muito preso no marcação, Cueva caindo lateralmente sem conseguir produzir dentro de suas melhores condições. Nós fizemos uma tentativo, tirando o homem de referência e colocando homens que chegassem por trás. Mas continuou da mesma forma como começamos a partida" . 
Mesmo com dúvidas, eu apoiei a vinda do Dorival, até porque eu só queria que meu time revertesse a situação, mas agora eu começo a pensar que trocamos 6 por meia dúzia. E sobre técnicos, fizeram o seguinte comentário no Twitter: "Olhando o trabalho do experiente Dorival, muitos são paulinos estão com saudades do inexperiente Rogério Ceni". Será??

Eu já apostei muito no Lucas Fernandes e ele realmente é um bom jogador, mas no momento não está em uma fase legal, já teve muitas lesões e isso, com certeza, afeta o rendimento dele. Portanto acredito que não deveria ser titular.
Não é o melhor elenco, mas com o time que tem, o São Paulo deveria estar, no mínimo, na parte de cima da tabela.

Atenção, regularidade e maturidade: é preciso estabelecer algumas coisas para conseguir sair dessa!
São Paulo, me ajude a te ajudar! Preciso fazer posts positivos aqui no blog! Um time com Hernanes, Pratto e Petros não pode cair. E só não cai porque têm times piores.

Nosso próximo jogo é contra o Flamengo, dia 22/10 às 17h no Pacaembu!

#VamosSãoPaulo #EuAcredito 


O CAMPEONATO NÃO ACABOU



Não foi uma semana muito fácil, apesar da vantagem ainda ser grande. Mas vamos começar pelo jogo de quarta..

Resultado ótimo. JOGO RIDÍCULO! A única emoção em campo foi do casal que realizou o sonho de casar na Arena. Fora isso, um jogo chato, cansativo, sem sal e desmotivante. Não parecia um jogo de confronto direto pelo título. Os dois times pareciam ter medo de atacar e marcar o gol. O Corinthians deixava a bola para o Grêmio e falava "faça o gol, encosta na gente, dê emoção ao campeonato". O Grêmio devolvia e falava "não, o campeonato já acabou". Foi horrível e vergonhosa a atuação dos dois times. Só mostrou o quão fora do comum foi a campanha no 1º turno.

Quase zero chances reais de gol para os dois lados. A única que ainda assustou um pouco foi a cabeçada do Edílson cachaça que parou no travessão (ainda bem). O pior de tudo não foi nem o resultado, que, como eu já disse, foi ótimo! O que me deixou com mais raiva foi a arrogância por parte de alguns jogadores, técnico e até do senhor Renato Portaluppi (que quase nunca é arrogante, imagina). Nas entrevistas pós-jogo, os discursos foram tão contrários à realidade que eu realmente achei que tinha assistido jogo errado. Começando por Rodriguinho, que não está jogando nada e ainda acha que tá com a moral lá em cima. O primeiro turno já acabou, a fase fora do comum também. E com eles se foram o "bom futebol" de boa parte do elenco Corinthiano. Sabemos que o time não é repleto de craques e jogadores excepcionais. É uma equipe limitada mas que tinha vontade e precisava, de alguma maneira, provar que podia chegar em algum lugar. Éramos a quarta força e, na raça, chegamos ao topo do futebol de baixo nível que vemos no Brasil atualmente. Mas voltando às falas contraditórias nas entrevistas pós-jogo, Rodriguinho foi questionado sobre as críticas da torcida e sobre o momento ruim que ele está vivendo. A resposta: "É difícil falar que eu estou devendo. Hoje foi um jogo atípico, por exemplo". Não sei se fico feliz com o otimismo dele (e de todo o time) em continuar achando que tá tudo normal ou se fico revoltada com a cara de pau de achar que não está devendo nada e que o jogo de quarta foi "atípico". Na atual situação, atípico foi o jogo contra o Coritiba, que teve boas atuações, um "bom futebol" e um resultado convincente. O jogo contra o Grêmio foi, nada mais, que uma representação da realidade que temos, não só no Corinthians, mas nos outros clubes também: comodismo, arrogância, teimosia e um péssimo futebol! Falta vontade, falta amor à camisa, falta a raça, o "sangue no zóio" e o respeito com quem está todos os dias, em qualquer situação, apoiando o time que ama. 

Por sorte, ainda temos sorte! Agora são 3 times com 50 pontos (Grêmio, Palmeiras e Santos) e a vantagem de 9 pontos ainda foi mantida. Se antes eu falava que o Corinthians seria campeão apenas pelo merecimento, hoje eu já acho que vai muito mais da incompetência dos outros times. Se dependêssemos apenas do futebol do segundo turno, com certeza não estaríamos mais na liderança. Não vou ser hipócrita de desmerecer tudo o que foi feito até a 19ª rodada. Muito pelo contrário. Foi fora do normal e, se temos quase 83% de chance de erguer a taça no final do ano, é muito por conta disso. O Campeonato está muito louco e é até difícil de entender o que está acontecendo. Minha humilde opinião: Quando o Corinthians engatou aquela sequência invicta maravilhosa, somente o Grêmio teria alguma chance de "assustar", mesmo com uma diferença grande na tabela. Vendo isso, os outros times "abandonaram" porque todos já tinham certeza que o Corinthians seria campeão sem dificuldade nenhuma. Aí entra a incompetência. O próprio Renato Gaúcho "jogou a toalha" quando disse que o Corinthians ia despencar. Ele esperava um deslize para tentar chegar perto. E isso não aconteceu no primeiro turno. Quando começamos o segundo turno e o Corinthians voltou totalmente diferente, com uma queda de rendimento absurda, os adversários "acordaram" e se desesperaram para tentar "alguma coisa", mas também não conseguiram. E mesmo com um segundo turno ridículo, a vantagem ainda é grande e agora é cada vez mais difícil de diminuir. O Santos poderia ter feito isso ontem. E por sorte, a sorte continua a nosso favor. Acho difícil escapar o título esse ano. Mas só é merecido pelo Corinthians que jogava com vontade de mostrar que não era a quarta força. A equipe que está entrando em campo para esse joguinhos horrorosos, não merece nada! 

Sempre exalto o trabalho de Fábio Carille aqui. É um técnico da nova geração, que conhece o clube, a equipe e já foi auxiliar do atual melhor técnico brasileiro. Tem respeito pelo Corinthians e pela torcida, é calculista, paciente, não fica de mimimi como a maior parte e é humilde, pois sabe reconhecer um erro e sabe que não tem nada ganho ainda, é jogo a jogo. Mas como um bom aprendiz de Tite, Carille é TEIMOSO PRA CARAMBA! No pós jogo, disse que "o Corinthians voltou a ter aquele espírito de guerrear, de brigar, de competir, de não ter pressa e ficar com a bola". Tenho quase certeza de que eu realmente vi jogo errado. Não brigou, não guerreou e não queria arriscar, talvez por medo de levar um gol. Não jogou nada e não têm jogado nada. Carille sabe que têm jogadores que não estão rendendo e continua insistindo em mandar para o campo. NÃO DÁ MAIS! No post do jogo contra o Coxa eu defendi a permanência de Clayson no banco, para que ele continuasse competitivo e disputando seu espaço como titular. Ele continuaria como o elemento surpresa e que pode desestabilizar a equipe adversária. Após os dois últimos jogos, Clayson PRECISA começar como titular. Assim como Marquinhos Gabriel também está precisando de uma nova chance. Jadson, Rodriguinho e Romero não estão funcionando mais juntos. Na verdade, nem separados estão funcionando. Mas Carille precisa dessa mudança! Nessa reta final não podemos correr riscos. Tem que ganhar e acabar logo com esse Campeonato! Quem ele vai tirar? Não sei. Mas alguém precisa sair! 

PABLO E GUILHERME ARANA


Talvez as minhas duas maiores decepções nesse segundo turno. Foram essenciais na campanha histórica da primeira fase, mas não são mais os mesmos. Guilherme Arana já está com a cabeça em Sevilla. E tem que ir mesmo! É um bom jogador e tem que ir ganhar conhecimento fora. Mas primeiro, termina o que começou aqui. Se esforce, dê carrinho, vai pra cima, arrisca, se entregue e como bom fruto do terrão, honre o manto! Depois vai embora. Mas vai com o orgulho e a certeza de ter feito o seu melhor.
Pablo. Que dor de cabeça desnecessária. Um grande jogador, bom zagueiro e boa pessoa. Mas com um empresário que queima totalmente sua imagem. Se tem proposta ou não, se vai continuar ou não... Não interessa. Assim como o Arana, t
ermine o que começou aqui. Essas lesões e dores na coxa talvez o afaste de mais jogos. O que só deixa a situação ainda pior. Conquistou o respeito da torcida e vai sair totalmente queimado. Não precisava disso. Se for continuar com esse mimimi todo, faça o favor de ir embora mesmo. 

BAHIA 2x0 CORINTHIANS

Sobre essa derrota patética, apenas duas observações: Fagner, não arrisca! Mete o pé na bola, afasta de qualquer jeito. Não queremos ver lances bonitos forçados. Queremos um bom resultado! Lance bonito é consequência de um bom futebol (o que não temos hoje em dia). Cássio, que esse lance ridículo NUNCA MAIS se repita. Assim como você poderia marcar e ser o herói, a chance de levar o gol óbvio que levou também era grande. Não precisa desse desespero todo. Já estava perdendo mesmo, deixa esse cargo de resolver o jogo pra quem têm essa função. Dois erros infantis que resultaram em gols totalmente previsiveis. ACORDA CORINTHIANS!

PAULISTÃO 2018
Só para não passar em branco, saíram os grupos do Paulistão de 2018. O Corinthians está no Grupo A ao lado de Linense, Ituano e Bragantino. Lembrando que, os times de mesmo grupo não se enfrentam na primeira fase. Portanto, o Corinthians enfrentará os times dos grupos B (São Paulo, Ponte Preta, Santo André e São Caetano); C (Palmeiras, Ferroviária, Novorizontino e São Bento) e D (Santos, Botafogo, Mirassol e RB Brasil). O Campeonato está previsto para começar no dia 17 de janeiro. 

O Brasileirão está acabando, mas ainda não têm nada definido! Todos os jogos são finais diferentes a partir de agora. Precisa de atenção nessa reta final e MUITA vontade de conquistar esse título! Tenham respeito pela torcida que está apoiando e empurrando o time em todos os momentos, mas acima de tudo, HONREM A CAMISA QUE VESTEM!

Nossa próxima "final" é contra o Botafogo, na segunda feira (23), às 20h, no Engenhão - RJ.

SEGUE O LÍDER!
VAAAAAAAAAAAAAAI CORINTHIANS! #RumoAoHepta

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Alberto Valentim deve ser nosso treinador?


Resultado de imagem para alberto valentim

Incontáveis vezes Alberto Valetim assumiu o Palmeiras após a queda de um treinador, todas essas vezes questionamos se ele deve ou não permanecer no posto. Quem me conhece sabe que eu gostaria muito que ele tivesse essa oportunidade, independente se ele fizer ou não uma boa campanha, só mostra trabalho quem tem chance.
Avaliando o jogo de ontem, ele fez o que a torcida pedia a muito tempo, deixou o Deyverson no banco. 
Keno teve sua oportunidade e mostrou trabalho, deu assistência para todos os gols.
O fato é que a equipe confia no Alberto Valetim, todas as vezes que ele assume o Palmeiras, nós notamos uma postura diferente nos jogadores.
O ano foi difícil, nós entramos com um objetivo e estamos agora desesperados para pelo menos classificar para Libertadores, não tenho vergonha nenhuma de assumir que a situação está complicada.
Quando o Cuca voltou eu achei que iriamos reagir, que iriamos fazer o que se esperava do time, mas não adiantou, ele não conseguiu encaixar as peças na equipe, e aqui estamos nós em outubro tentando justificar todos os erros que nos levaram a essa situação.
Primeiro Felipe Melo foi afastado por indisciplina, agora Roger Guedes, os nossos jogadores estão deixando o próprio ego falar mais alto do que o comprometimento com a equipe, o que importa para nós torcedores é o que é apresentado dentro de campo, faz isso direito, deixa de comprometer a equipe com gracinhas, na sua vida pessoal você pode ser o que quiser, mas no Palmeiras querido, seja profissional!
Os jogadores, os diretores, todos os envolvidos precisam entender o que é torcer para o Palmeiras, o que é viver desse amor, pois depois desse conturbado ano podemos perceber que vocês não dão a minima para torcida.
E sobre o questionamento do título, Alberto Valentim merece sim uma chance!

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

ESTABILIDADE, POR FAVOR

1x0 foi pouco!
Ahhh, Sidão!
Que substituição foi essa, Dorival?
Será que ninguém entende a situação que estamos?
10 dias pra treinar para o quê mesmo?

Foram 10 dias pra treinar, 10 dias para melhorar. Para no dia do jogo apresentar o futebol que apresentou. E se eu fosse pedir alguma coisa seria: estabilidade! 
Até o gol do Atlético Mineiro o São Paulo não jogou nada. N-A-D-A. O time de Minas mandou no jogo e criava chances a todo momento. Se não fosse o Sidão, o placar teria sido ainda mais vantajoso para o Galo (tirando aquele gol legal deles que, por mais clubista que você seja, precisa admitir que foi gol sim).
No pós-gol, acordamos (um poco ... bem pouco) pro jogo
Eu não entendi nada do porquê de Dorival substituir o Hernanes. Na verdade já começei sem entender o motivo de Gomez ser titular.
Se eu pudesse colocar o Lugano, eu colocaria. Tenho certeza que ele seria uma ótima peça no time, pois mesmo fora das quatro linhas dá exemplo nos quesitos força de vontade, empenho e dedicação, e, estando lesionado, fez questão de estar ao lado do time em BH. Olha só o que Bruno Alves disse a respeito do jogador: 
"É impressionante, você tem uma visão de fora, mas quando está aqui é muito melhor. É um cara que ajuda todo mundo. Ele não tem atuado muito, mas no dia a dia ele ajuda, conversa com um ou com outro, fala no vestiário, orienta no intervalo. Está sempre pronto para contribuir".
 Acho que não é necessário falar mais nada!

Ninguém precisa ficar enganando, ou com aquela velha história de: Ah, o juiz errou nisso ou eles jogaram assim, e foi isso que nos atrapalhou. O time está ruim e não precisa ficar escondendo, porque isso é mais que visível. O que nós queremos -e precisamos- é força de vontade, é que entreguem tudo em campo, que joguem na técnica, na raça, ou no que for, mas que ao final de cada partida, os 3 pontos sejam nossos.
Novamente Dorival afirmou que oscilação é normal. Sim! Oscilar é normal, mas isso está acontecendo há muitas rodadas, portanto já não é mais desculpa e nem válido, porque não conseguir vencer 2,3 jogos seguidos é horrível!

Sinto falta da diretoria, de alguém que não se esconda diante dessa situação; é raro vê-los defender o São Paulo, falar com a torcida, mostrar que também estão preocupados com essa situação. Apenas os jogadores que tem a coragem de se pronunciar, enquanto o presidente e companhia se escondem!

Esse é um dos piores Brasileirões que eu já vi o São Paulo jogar. O campeonato está acabando, são apenas 11 rodadas para sair dessa situação. O medo começa a se tornar maior, mas como eu sou aquele tipo de torcedora que acredita até o último minuto do segundo tempo, sei que vamos sair dessa! É jogar pra não cair, infelizmente é mais um ano assim!

A sequência de jogos não é fácil, quando mandante, o São Paulo não jogará no Morumbi, e sim no Pacaembu, o que não é desculpa para não fazer boas partidas!

Próximo jogo:
São Paulo x Atlético Paranaense - 14/10 às 21h, no Pacaembu

#VamosSãoPaulo #IWill #EuAcredito