domingo, 6 de agosto de 2017

NINGUÉM PARA O CORINTHIANS!

FALA FIEL!!



CONTAGEM REGRESSIVA! FALTAM 19 JOGOS PARA O HEPTA. 
Eu não sei nem o que dizer mais. Fim do primeiro turno e TERMINAMOS INVICTOS! HISTÓRICO. Vamos aos números e recordes batidos pelo Timão nessa primeira fase do Brasileirão:
São 19 jogos, 47 pontos, 14 vitórias, 5 empates, 32 gols feitos, APENAS 9 sofridos e 82,5% de aproveitamento. A melhor defesa do Campeonato, o segundo melhor ataque, melhor turno da história desde 2006. 34 jogos de invencibilidade, a segunda maior série invicta da história do clube e 140 dias sem derrota (quase 5 meses). É tanta coisa que, provavelmente, eu esqueci algo. Mas já deu pra entender que não é brincadeira. 

O jogo de ontem foi, pra mim, um dos melhores do Corinthians no Campeonato. Jogou do jeito que queria, deu aula de futebol e é impressionante a qualidade que esse time tem. Em 90 minutos, fez apenas 2 faltas!! É surreal o que o Corinthians está fazendo. É histórico. É EXEMPLO!

SOBRE O JOGO

Jogando em casa, lógico que temos que mostrar quem é que manda. Em todos os jogos do Corinthians no Campeonato, sem contar os empates sem gol e o empate com Atlético-PR, o Timão abriu o placar. Ontem não podia ser diferente. Logo aos 8 minutos, Fagner cruzou, a bola passou por todo mundo e sobrou pra Guilherme Arana, que abriu o placar.

Teve até cambalhota na comemoração. Joga demais o menino Arana!

As chances para ampliar o placar foram grandes e boas oportunidades foram desperdiçadas, mas o primeiro tempo foi totalmente dominado pelo Corinthians, mesmo com menor posse de bola (42% x 52%). A aposta eram os contra-ataques. Romero até chegou a marcar um gol, mas estava impedido.

Muitos dizem que o Corinthians é mediano e recuado por sempre ter menor posse de bola. Mas esse é o segredo. O Corinthians não quer a bola. Quer o contra-ataque, que é muito mais eficiente. O adversário ter maior posse de bola, não significa superioridade. Significa jogar da maneira que o Corinthians manda! E é assim em todos os jogos. O grande manda e os pequenos aceitam. Não tem segredo, não tem feitiçaria, não tem sorte. TEM EFICIÊNCIA!

SEGUNDO TEMPO

Mal começou e o Corinthians já ampliou. Aos 19 segundos, no primeiro lance de jogo, Rodriguinho avançou, passou pela defesa e marcou um baita golaço no ângulo. Magrão só olhou, já que não tinha chance nenhuma. Rodriguinho, apesar de fominha, é o mestre dos gols bonitos. Que dom!

PUSKÁS!

Apesar da vantagem, o Corinthians não tirou o pé e continuou pressionando o Sport, mandando no jogo. Aos 15 minutos, mesmo sem nenhuma falta e com os dois times interessados no jogo, o arbitro resolveu armar aquela confusão básica para causar um pouco. Se não tiver a palhaçada da arbitragem, não é futebol brasileiro. Romero ficou no chão após uma disputa com o jogador do Sport e o juiz deixou o jogo seguir. Quando o Corinthians ia armar um contra-ataque, o excelentíssimo senhor Wagner Reway mandou o jogo parar na maior cara de pau. Romero não saiu de campo para atendimento e por algum motivo desconhecido o árbitro resolveu dar cartão amarelo para o paraguaio. E foi aí que vimos um dos lances mais engraçados do jogo. A emoção foi tão grande que o juiz se enrolou todo e o cartão, literalmente, voou longe. A torcida delirando foi o máximo! Já disse e repito: A ARBITRAGEM BRASILEIRA É UMA PIADA MEUS AMIGOS!
De volta ao jogo, aos 20 minutos, Clayton cobrou escanteio e Pedro Henrique subiu sozinho entre a defesa do Sport e marcou o terceiro gol do Timão. Mais uma vez, sem chance nenhuma para Magrão.

A defesa artilheira que você respeita!

Com 3x0 no placar, era hora do "olé". O Corinthians tocava bola, dominava o jogo e o Sport parecia perdido, não sabia o que fazer. Até conseguiram criar algumas oportunidades, mas sem perigo algum. E mesmo se chegassem cara a cara com Cássio, nosso gigante fazia belas defesas.
Aos 37 minutos, em um lance totalmente na sorte, Thallyson diminuiu para os visitantes e infelizmente Cássio não teve chance. Nada que causasse medo. 3 pontos garantidos!

Além dos gols que mais pareciam pinturas de tão lindos, Jô nos presenteou com um lance M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O, que merece ser visto e revisto milhares de vezes

É MITO DEMAIS!

Mais uma vitória espetacular e digna de Corinthians. Um turno perfeito, que só o Campeão dos Campeões seria capaz de fazer. O argumento de "só pegou time fraco" não funciona mais. Já enfrentamos TODOS os times, não perdemos para nenhum, seguimos invictos! Será que algum desses times vai conseguir fazer o que não conseguiu nenhum outro no primeiro turno? O Corinthians é invencível? Não vejo nenhuma equipe que consiga vencer a invencibilidade. Nem Grêmio, que "tem a melhor equipe", nem Flamengo ou Palmeiras, que investiram mais. Arrumem outros argumentos antis, se conseguirem. O Corinthians continua líder e só vai sair da liderança quando a taça já estiver na mão. Melhor dizendo, só perde se jogar contra o próprio o Corinthians.
05 de agosto de 2017, mais um dia histórico para nós! QUE ORGULHO DESSE TIME!


O DONO DO TIME



Não podia terminar o post sem falar sobre esse ser maravilhoso chamado Fábio Carille, o maior responsável por essa fase impecável. O que o Carille está fazendo, é pra ser usado como modelo de futebol. Uma defesa sólida e bem treinada; um ataque eficiente e matador; uma equipe unida, consistente e que não possui diferenças para titulares e reservas. Montou um time que intimida os adversários. Tite criou um MONSTRO! Carille é um exemplo vivo daquele famoso provérbio: "nunca julgue um livro pela capa". Se no começo do ano era desacreditado e tinha a desconfiança de todos, hoje é enaltecido e elogiado. O novato está dando um banho de sabedoria nos experientes. É um técnico exemplar. Humilde, focado, MUITO inteligente e preocupado apenas com a própria equipe. O "jogo a jogo", é o nosso mantra, é a nossa filosofia nesse ano. Os recordes históricos, os números impressionantes e a campanha maravilhosa só são possíveis graças à Fabio Carille. O MELHOR TÉCNICO DA COMPETIÇÃO! Claro, a diretoria está de parabéns por ter tido a ideia de efetivar o técnico. Tite e Carille são as duas principais contratações do Corinthians nos últimos anos. Dois GÊNIOS! A única sorte que temos, é essa. O resto é trabalho e merecimento. 
CARILLE, VOCÊ É UM MONSTRO! E que seja assim por muito tempo.

"Se meu hobby é ganhar, ninguém vai me parar!"

Infelizmente teremos um folga de 14 dias sem Corinthians. Vai ser difícil. Nosso próximo jogo é no dia 19 de agosto, contra o Vitória, na Arena. A partida contra a Chapecoense foi adiada para o dia 23 de agosto por conta de uma viagem internacional do time catarinense.

CONTINUEM SECANDO E SEGUINDO O LÍDER!

VAAAAAAAAAAAAAAAAAAI CORINTHIANS

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

O PAREDÃO CORINTHIANO

FALA FIEL!


Como a fase do Corinthians tá espetacular e a gente não tem nem mais o que falar, o post de hoje merece ser diferente. Mas pra não perder o costume: QUE TIMAÇO É ESSE QUE ESTAMOS VENDO?? Até Fábio Carille, o homão mais homão que aquele tal de Rodrigo Hilbert, está surpreso com a fase IMPECÁVEL que o Corinthians vive. São 33 jogos de invencibilidade, campeão do primeiro turno, líder isolado, enfim.. Tudo aquilo que já estamos cansados de ver e ouvir. Parece que a quarta força não tá nada mal hein?! Ontem o Corinthians mostrou que, em terra de Gavião, Galo não tem vez e ganhou de 2x0 na casa do Atlético. Mas não vamos falar sobre isso hoje. Como eu disse, hoje é diferente. O post de hoje é dedicado ao goleiro mais lindo que existe no mundo do futebol: o GIGANTESCO CÁSSIO RAMOS!

Cássio foi contratado pelo Corinthians no final de 2011 após uma passagem de 5 anos pelo PSV da Holanda. Na época, Julio César era o goleiro titular e Cássio teria de disputar a vaga com, o então reserva, Danilo Fernandes. Sua estreia no gol Corinthiano foi no dia 28 de março de 2012, na vitória sobre o XV de Piracicaba, no Paulistão. Mas foi somente no dia 02 de maio, no primeiro jogo das Oitavas de Final da Libertadores, contra o Emelec, que Cássio ganhou a titularidade e confiança de Tite e de toda a torcida alvinegra. Como todos sabem, 2012 é um ano histórico para nós, e Cássio tem uma grande contribuição para isso. Quem vai esquecer do jogo de volta contra o Vasco, no Pacaembu? Teve Tite expulso e assistindo o jogo no meio da Fiel, gol de Paulinho no finalzinho com direito a comemoração com um torcedor e claro, o INESQUECÍVEL gol perdido de Diego Souza, ou melhor dizendo, a INESQUECÍVEL DEFESA de Cássio Ramos!! Aquela pontinha da luva que fica sobrando mandou a bola pra fora e nos salvou. Foi o primeiro goleiro Corinthiano à jogar uma final de Libertadores e foi um dos ídolos da conquista invicta do título, tanto que foi eleito o goleiro da Seleção da Libertadores 2012. 

No mesmo ano, Cássio foi fundamental na conquista do Mundial de Clubes. Nem Chelsea, campeão da Champions League, era capaz de passar pela muralha. Além do título mundial, Cássio também venceu a Bola de Ouro como o melhor jogador da competição. 

2013/2014

Em 2013, Cássio sofreu com as temidas lesões. Foram 4, no total. Mesmo assim, o gigante retornou ao seu merecido lugar no primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores, contra o Boca Juniors, e ajudou à levar o Corinthians ao título Paulista e ao título da Recopa.

Em 2014, mesmo sem nenhum título e sob o comando de Mano Menezes, Cássio continuou com boas atuações e foi um dos principais destaques do time, ao lado de Paolo Guerrero.

2015

Foi um ano de muitas contradições na carreira de Cássio no Corinthians. Teve muito destaque, tanto positivo, como negativo. No clássico contra o Palmeiras, apesar da vitória Corinthiana, Cássio abusou da atuação, acabou sendo expulso e viu Walter salvar o Corinthians do empate. Ainda em clássicos, contra o São Paulo, pelo Paulistão, Cássio foi o destaque positivo do jogo, ao lado de Danilo. Na vitória Corinthiana (novidade), o goleiro defendeu um pênalti batido por Rogério Ceni e impediu o empate. O ápice de seus destaques foi na eliminação para o Club Guaraní, principalmente na primeira partida. Jogando fora de casa, o Timão perdeu por 2x0 e o primeiro gol foi aquele frango clássico. Foi então que Cássio teve sua titularidade colocada em risco e grande parte da torcida pedia que o goleiro fosse para o banco por um tempo. Porém, como todos sabem, Tite é um gênio, e deixou que Cássio continuasse no gol. O resultado: Corinthians Campeão Brasileiro de 2015, o mais Corinthiano de todos os brasileiros. A defesa do Timão foi a menos vazada do campeonato e Cássio foi eleito o Craque do Brasileirão. 

2016

Um ano pra se esquecer, por diversos motivos. Só de lembrar de Oswaldo de Oliveira e Cristóvão Borges, já dá vontade de chorar. Era um pesadelo diferente a cada jogo. No começo do ano, Cássio quase foi anunciado por um time da Turquia, mas a negociação acabou dando errado. Sua queda de rendimento foi absurda, ninguém botava fé e parecia ser o fim de uma carreira tão grande e vitoriosa. Apesar de tudo, Cássio se tornou o quarto goleiro à vestir mais vezes a camisa do Corinthians, com 236 jogos. Ninguém podia imaginar o que aconteceria em 2017...

2017

Cássio voltou completamente diferente para 2017. Se ano passado alguém me dissesse o que Cássio faria esse ano, eu ia morrer de rir e achar que era loucura. Sua preparação física e, principalmente, o foco, são as chaves da sua "redenção" no time. Logo no começo do Paulistão já vimos que algo estava diferente e que 2017 seria um ano especial. Com o cargo de quarta força, um time diferente e um técnico novo, o Corinthians provou que não estava/está pra brincadeira e transformou a dúvida em incentivo para tornar-se a PRIMEIRA FORÇA! Cássio, assim como toda a defesa, é o ponto forte do time. Nos jogos da final contra a Ponte Preta, merecidamente, Cássio foi eleito o Capitão. Uma final histórica merecia um jogador que está na história do clube. E a nossa taça foi erguida por quem sabe o que é estar no topo. Justa homenagem!

Já são 5 anos de Corinthians, 300 jogos com a camisa do clube, títulos e mais títulos, defesas indefensáveis e MUITA história pra contar. Cássio é o símbolo da vitória, da garra, da raça, do acreditar até o último minuto. O Cássio é o Corinthians. E honra o ser Corinthians! Têm feito um trabalho sensacional nesse ano. Além da conquista do Paulistão, o que ele está fazendo no Brasileirão, não é pra qualquer um. Em títulos, sem dúvidas, CÁSSIO É O MELHOR GOLEIRO DA HISTÓRIA DO CORINTHIANS! Já está na história, já é ídolo e sera sempre lembrado pela torcida.

Em agradecimento à torcida, Cássio publicou uma carta e vou deixar um trecho dela aqui. Para ler a carta completa, é só clicar aqui.

"300 jogos depois, olho pra trás e me vejo contando essa história. Sei que poucos jogadores chegaram aos 300 jogos pelo Corinthians. É uma honra. Sei que isso só aconteceu porque muita gente me ajudou: técnicos, jogadores, o Mauri (preparador de goleiros), os outros goleiros, as comissões técnicas, cada funcionário e, principalmente o torcedor que me abraçou e que lotou os estádios ou torceu de casa. Eles sabem que tem um cara que representa cada um deles dentro de campo. Um cara que deixou a vida no campo nos 300 jogos que fez pelo Corinthians. Que honra. Só tenho que agradecer. Muito obrigado. E Vai Corinthians!" 

CÁSSIO GIGANTE! É uma honra ter você como nosso goleiro. Ainda mais sucesso pra você e que venham os próximos 300 jogos! Enquanto tivermos Cássio no gol, é certeza de coisa boa pro Timão. Parabéns e obrigada gigante!

VAAAAAAAAAAAAAAAAAI CORINTHIANS


AQUI É SÃO PAULO


QUE JOGO, MEUS AMIGOS! QUE JOGO! (parte 2 só para relembrar aquele jogo básico de sábado passado)

Foi um ótimo jogo do nosso tricolor! Mas agora o campeonato continua e é preciso levar tudo o que tem dado certo até aqui para as próximas partidas, e existem algumas coisas que ajudaram o São Paulo e irão ajudar ainda mais na continuação do campeonato.

Uma coisa que tenho falado sempre, principalmente após a contratação de Dorival Júnior, é a respeito do tempo que levaria para o Tricolor estabilizar a sua situação. É importante saber que o time passou por muitas alterações e que vários fatores influenciam no que vemos em campo, mas o importante seria sempre buscar pontos e a preocupação seria perder muitos jogos com frequência.

ARRISCAR: Arriscar é tentar algo que ninguém tentaria. E é isso que Dorival tem feito: substituições que nos fazem pensar "Não acredito", mas que tem dado muito certo. No jogo contra o Grêmio ele tirou Jucilei (sim, Jucilei) para colocar Cícero; Lucas Fernandes (autor do gol) no lugar de Gomez, o que mudou a partida, pois Lucas tem mais presença na área e em jogadas de ataque, ao contrário do jogador argentino, e colocou Gilberto no lugar do Bruno e isso deu muito mais velocidade à partida, ele é aquele típico jogador que não desiste de nenhuma bola e acredita em todas as jogadas.

São Paulo e Botafogo fizeram um dos melhores jogos do brasileirão este ano: duas viradas e os 3 pontos pra gente! Aquela partida pra mostrar que AQUI É SÃO PAULO, e pra provar que se o jogo tem 90 minutos, é preciso torcer até o último segundo, por mais complicada que seja a situação, o jogo só acaba quando termina, e isso não é novidade!
Mesmo perdendo o pênalti, Cueva melhorou muito, deixou o seu e participou dos gols do São Paulo, muito ativo nos 3 últimos jogos. E foi nesse jogo que Dorival substituiu Pratto para colocar Gilberto. Tirou Pretos pra colocar Marcos Guilherme, estreante que jogou muito, anotando dois gols para o tricolor e Wellington Nem no lugar de Marcinho.
Dorival realmente não tem medo de arriscar e tem dado certo! Que continue assim!

Um aspas no assunto para falar dos estreantes: É muito importante o jogador já iniciar com o pé no chão e vir com a mente de quem quer ajudar. Quando Marcos Guilherme fez seu primeiro gol, não saiu com tudo para comemorar, mas entendeu que o tempo estava passando e era preciso mais gols, então após balançar as redes, pegou a bola, cumprimentou 2 ou 3 jogadores e foi para o meio de campo, continuar lutando pra vencer. Isso pra mim mostrou o que é um jogador ter a cabeça fixa completamente no jogo e querer trabalhar em grupo: foi o primeiro jogo dele no São Paulo, o primeiro gol, mas ele compreendeu que não poderia perder tempo. Até porque ele iria comemorar muito em seu segundo gol na partida, responsável pela virada tricolor!

E Hernanes, o "re-estreante", capitão e que deixou o seu nas redes! Após a partida, declarou que jogou ainda mais por ouvir a torcida adversária gritar que o "São Paulo iria jogar uma série da qual não conhecemos". Boa, capitão! É importante demais trabalhar o psicológico e não se deixar levar por isso.

SEGUNDA ETAPA: Durante o segundo tempo de todas as partidas o São Paulo não jogava bem. Mas nos últimos três jogos, o tricolor voltou muito melhor, e foram, praticamente, decididos na segunda etapa. E isso tem muita relação com o tópico acima, já que as substituições mudam o ritmo da partida e alteram positivamente o modo dos titulares jogarem.

BASE: A nossa base tem tudo para continuar a nos dar muitas alegrias. Na última semana, conquistou a taça BH contra o Flamengo, com direito a virada no placar e jogadores brilhando muito. Cotia forma verdadeiros jogadores e o dever é usá-los no profissional e mantê-los lá por um bom tempo. Brenner joga fácil e joga muito, o garoto disputou 21 jogos e anotou 42 gols, inclusive foi o artilheiro da Taça BH jogando apenas 3 partidas! E tem outros nomes como Anthony e Rodrigo Nestor que também jogam muito!

Nosso próximo jogo é hoje (03/08), contra o Coritiba no Morumbi às 19h30.

É IMPORTANTE LEMBRAR QUE O JOGO SÓ ACABA QUANDO TERMINA, E O CAMPEONATO TAMBÉM!

#VamosSãoPaulo #VamosApoiar

segunda-feira, 31 de julho de 2017

CONTRA TUDO E CONTRA TODOS

FALA FIEL!


QUE JOGÃO FOI ESSE?? MEU DEUS!!! É tanta coisa pra falar que eu não sei nem por onde começar. As coisas boas primeiro. Faltando duas rodadas para o final do primeiro turno, O TÍTULO SIMBÓLICO JÁ É NOSSO! Com o empate, o Corinthians chegou aos 41 pontos e não pode ser alcançado pelo Grêmio, que empatou com o Santos, e pode chegar, no máximo, aos 39 pontos. São 12 vitórias, 5 empates, NENHUMA DERROTA, 80,4% de aproveitamento e 8 pontos de vantagem para o segundo colocado. A melhor campanha da história dos pontos corridos, 2ª maior campanha invicta da história do clube, recordes históricos! NINGUÉM CONSEGUE PARAR O CORINTHIANS!

A expectativa era de um grande jogo e realmente foi. As duas maiores torcidas do Brasil, o maior clássico Rio-SP e uma rivalidade histórica. Jogando em casa, o Corinthians tinha mais de 45 mil torcedores apoiando o time. E QUE TORCIDA! A mais FIEL do Brasil deu um show à parte nas arquibancadas. Vimos mais um mosaico LINDO e que deixou o jogo ainda mais emocionante.

QUE ORGULHO DA FIEL!

SOBRE O JOGO

ATENÇÃO! NOVA REGRA NO CAMPEONATO BRASILEIRO: Devido a facilidade do Corinthians no Campeonato e folga na liderança, os árbitros resolveram dificultar um pouco para o time. Agora, o Corinthians deverá fazer dois gols para valer um.
QUE ABSURDO! É impossível acreditar que foi um erro inocente. Como disse Carille "há erros e erros [...] Um erro desses, num jogo desse tamanho, não pode. É uma vergonha". Qualquer leigo, até quem não faz ideia do que é impedimento, viu que era um gol legal. Se o bandeira queria roubar para o Flamengo, que fizesse em um lance mais difícil e que causaria uma dúvida em todos. Não foi um erro aceitável. Foi má fé e MUITA falta de profissionalismo. A ARBITRAGEM BRASILEIRA É UMA PIADA!

3 METROS ATRÁS DA BOLA!! SÓ O BANDEIRA VIU O IMPEDIMENTO. REVOLTANTE!
O LANCE
Se após essa imagem claríssima alguém ainda tem dúvidas ou insiste no fato de que foi um erro bobo, segue o lance:

NÃO VOU SUPERAR NUNCA!

O Corinthians foi superior e dominou todo o primeiro tempo. Até parecia que ganharíamos fácil. O Flamengo jogou da maneira que o Corinthians gosta: tentava atacar e deixava o espaço aberto para o Timão contra-atacar. E foi um desses lances que resultou no polêmico gol mal anulado. Aos 12 minutos, Rodriguinho tocou para Maycon, que cruzou para Jô, livre pra marcar. Mas veio o impedimento. INACEITÁVEL! Até os jogadores do Flamengo perceberam que foi um gol legal pois ficaram visivelmente abalados e o Corinthians cresceu ainda mais. Aos 21 minutos, o gigante Balbuena impediu que Guerrero chegasse na bola e criou o contra-ataque perfeito para Jô, que ganhou de toda a defesa do Flamengo e ficou livre pra chutar no cantinho do gol de Diego Alves. Até fiquei com medo de comemorar, vai que o bandeira marca impedimento de novo né?! Mas dessa vez não tinha como. ENFIM O GOL! 


Foi bonito, foi de craque, foi do MITO!

O Corinthians saiu para o intervalo com a vantagem e, eu pelo menos, já estava achando que conseguiria ampliar e ganhar com tranquilidade. Mais 3 pontos já estavam garantidos. Fui iludida.

SEGUNDO TEMPO

O Flamengo voltou muito mais focado para a etapa final, muito mais organizado, foi o melhor no segundo tempo e teve as melhores chances. Entrou pra atacar e não tomar mais nenhum gol. Aos 11 minutos, Cássio fez uma defesa inacreditável. Já estava quase caído, mas conseguiu esticar o braço e impedir o gol. Mas o Flamengo queria empatar o jogo de qualquer jeito. A maior parte do tempo, o rubro-negro tinha a posse de bola e ficava no campo de ataque, tanto que a diferença no número de escanteios foi grande: 11 do Flamengo contra 2 do Corinthians. E foi em um desses escanteios que, aos 25 minutos, Juan ajeitou de cabeça para Réver, que marcou de voleio. O Corinthians teve chance de criar boas jogadas, principalmente com as bobeiras que o goleiro do Flamengo dava quando recebia a bola. A essa altura do jogo, o Corinthians já tinha feito duas substituições: Giovanni Augusto no lugar de Marquinhos Gabriel (1º tempo) e Pedrinho no lugar de Clayson. Mas nada dava certo. A marcação do Flamengo estava muito bem, nem parecia o mesmo do primeiro tempo. Carille ainda mexeu no time colocando Camacho no lugar de Gabriel, mas também não funcionou. O Flamengo dominou totalmente o segundo tempo. Aos 43 minutos quase vimos a derrota se aproximar. Berrío cruzou e Pedro Henrique tentou afastar, mas acabou chutando para o nosso gol. Cássio não ia defender, mas a trave estava lá pra nos ajudar. Pra não falar que o Corinthians não tentou, aos 45 minutos, Jô recebeu um passe de Maycon na entrada da área e bateu no cantinho, mas Diego Alves conseguiu defender com as pontinhas dos dedos.
Se víssemos o que o Corinthians jogou no segundo tempo, foi um empate merecido. Mas fomos injustiçados, sim! Se o primeiro tempo terminasse em 2x0, o segundo tempo teria sido muito diferente e poderíamos ter tido a chance até de, quem sabe, uma goleada. O Flamengo voltou melhor para o segundo tempo, fato. Mas não teria empatado e quase virado se o gol não fosse anulado.

Não foi a primeira vez que o Corinthians foi prejudicado nesse campeonato. No jogo contra o Coritiba, pela oitava rodada, Jô teve um gol mal anulado aos 42 minutos do segundo tempo e a partida terminou em 0x0. Foram 4 pontos perdidos por erro de arbitragem. Isso é um absurdo. Repito: a arbitragem brasileira é uma piada!

DESTAQUES

CÁSSIO: Fez milagre! Infelizmente não conseguiu defender o gol de Réver, mas fez boas defesas e impediu nossa derrota.

PEDRO HENRIQUE: Por outro lado, PH quase matou toda a torcida de susto. Tentou afastar a bola mas quase marcou gol contra, ainda bem que a trave nos salvou.

RODRIGUINHO: É um grande jogador, essencial no time, mas precisa ser menos fominha. As vezes é melhor criar uma jogada espetacular e tocar pro coleguinha que está livre, do que ser fominha, segurar a bola e acabar perdendo a oportunidade do gol.

CLAYSON: Entrou no lugar do Romero e é um bom jogador. Habilidoso, rápido e não tem medo de ir pra cima. Na maior parte das ousadias do goleiro Diego Alves, era Clayson que estava em cima colocando pressão.

GIOVANNI AUGUSTO: Já teve suas oportunidades, não soube aproveitar. Ontem entrou no lugar do relâmpago Marquinhos, mas não ajudou em nada. Volta pro banco que pelo menos não faz nada de lá.

JÔ: O CRAQUE DO TIME! Sem mais. 

CAMPEÃO DO PRIMEIRO TURNO E O TAL MERECIMENTO

Na última semana muito se falou sobre merecimento e o time que deveria ser Campeão Brasileiro. Jornalistas, comentaristas, críticos, corneteiros, torcedores, secadores, invejosos, enfim.. A maioria dos anti-Corinthianos afirmam com toda certeza que o Grêmio merece o título. O time gaúcho tem o melhor elenco do país, com bons jogadores individuais e um técnico experiente. O Corinthians, por outro lado, tem um elenco "desconhecido", jogadores criticados, um técnico novato e um time desacreditado por todos. Mas com uma coisa TODOS devem concordar: muitas vezes o sucesso não é conquistado por quem tem mais talento, o mais forte ou o "favorito", e sim, por quem se dedica mais para vencer. ESSA É A PRINCIPAL DIFERENÇA PARA OS DOIS TIMES! O excesso de confiança e até arrogância por parte do Grêmio (tanto da comissão técnica, como jogadores e torcedores) mostra o quanto o time é fraco, apesar de ser o "mais forte". A desconfiança pelo Corinthians colocou o time onde está. Uma equipe unida, que se esforça ao máximo, que não desiste, que aguenta/aguentou críticas, que dá tudo de si para o time e que acredita em si mesma. 
São apenas duas derrotas NO ANO, 32 jogos de invencibilidade, liderança absoluta no Brasileirão, recordes históricos, aproveitamento ao nível de gigantes europeus e uma infinidade de outras características dignas de um campeão. ISSO É CORINTHIANS! E se isso não é merecimento, então eu não sei o que é....

O próximo jogo é contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte, na quarta feira, às 21h.

SEGUE O LÍDER!

VAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAI CORINTHIANS!!